ONU defende cooperação da América Latina com França e Europa para promover desenvolvimento sustentável

Por ONUBr

Paris
Foto: Jean-Baptiste Gurliat

Em conferência em Paris, o secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Mario Cimoli, defendeu a cooperação da região com a França e a Europa como forma de promover desenvolvimento sustentável com igualdade. Dirigente alertou na quinta-feira (6) que o atual paradigma de crescimento das economias está fundamentado na maior falha de mercado da humanidade — as mudanças climáticas.

Em conferência em Paris, o secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Mario Cimoli, defendeu a cooperação da região com a França e a Europa como forma de promover desenvolvimento sustentável com igualdade. Dirigente alertou na quinta-feira (6) que o atual paradigma de crescimento das economias está fundamentado na maior falha de mercado da humanidade — as mudanças climáticas.

Segundo Cimoli, o atual modelo de desenvolvimento é insustentável também porque está associado a uma taxa descendente de crescimento da produção e do comércio, a uma separação do sistema financeiro e a uma elevada desigualdade, com predominância das elites.

Durante o evento, o economista discutiu os números do relatório da CEPAL A Ineficiência da Desigualdade, divulgado em maio último. O documento aponta que, ao longo da última década, a América Latina e o Caribe alcançaram seu menor índice de concentração de renda, mas a região continua sendo a mais desigual do mundo, com um coeficiente de Gini estimado em 0,5.

Cimoli explicou que as lacunas e disparidades sociais, vividas hoje pelos países latino-americanos e caribenhos, têm um impacto negativo na produtividade, na taxação, na sustentabilidade ambiental e no ingresso dessas nações na chamada sociedade do conhecimento.

Na avaliação do vice-chefe da CEPAL, isto quer dizer que desigualdade é ineficiente, pois constitui um obstáculo ao crescimento, ao desenvolvimento e à sustentabilidade.

Já a igualdade, completou Cimoli, é eficiente, uma vez que gera instituições inclusivas e uma cultura que premia a inovação e o esforço.

De acordo com o especialista, promover a igualdade permite o acesso a capacidades e oportunidades nas mesmas condições, em um contexto de revolução tecnológica.Também fortalece as democracias, que são as que oferecem mais bens públicos e externalidades positivas necessárias às transformações técnicas, à estabilidade econômica e política e ao cuidado com o meio ambiente.

Na economia global, a igualdade ajuda na expansão da demanda agregada e, ao promover desenvolvimento, reduz a intensidade dos conflitos internos e externos,acrescentou Cimoli.

O secretário adjunto ressaltou a necessidade de pôr fim à cultura de privilégio na América Latina e Caribe, a fim de não deixar ninguém para trás, conforme propõe a Agenda 2030 da ONU. Mas para isso, enfatizou, a soma de ações nacionais não é suficiente. É necessário uma maior cooperação multilateral em nível regional e global.

Cimoli destacou a cooperação histórica e estreia entre a sub-região americana e o continente europeu. Em anos recentes, essa colaboração se fortaleceu com o intuito de construir uma nova narrativa de cooperação, que considere em especial as chamadas “economias de transição”.

O especialista também lembrou as relações dos países latino-americanos e caribenhos com a França, Estado-membro da CEPAL desde a criação da comissão, em fevereiro de 1948. O organismo mantém uma intensa agenda de cooperação com a nação europeia, a fim de avançar no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), sobretudo em questões ambientais e urbanas.

A conferência na capital francesa foi organizada pelo L’Institut des Amériques, a Maison de l’Amérique Latine e a CEPAL.

Qual sua opinião sobre este tema?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s