Saúde Ambiental

Por: Ana Marina Martins de Lima* Gestora Ambiental

ODS

Segundo definição da Organização Mundial de Saúde:

Saúde ambiental são todos aqueles aspectos da saúde humana, incluindo a qualidade de vida, que estão determinados por fatores físicos, químicos, biológicos, sociais e psicológicos no meio ambiente. Também se refere teoria e prática de valorar, corrigir, controlar e evitar aqueles fatores do meio ambiente que, potencialmente, possam prejudicar a saúde de gerações atuais e futuras “; ainda segundo a OMS: “Saúde ambiental abrange os fatores físicos, químicos e biológicos externos às pessoas, e os fatores que impactam seus comportamentos. Ela engloba a avaliação e o controle daqueles fatores ambientais que podem afetar a saúde. Ela é direcionada à prevenção de doenças e melhoria da saúde nos ambientes. Esta definição exclui comportamentos não relacionados com o ambiente, bem como o comportamento relacionado com o ambiente social e cultural, e genético”.

De acordo com a Organização Pan-americana de Saúde:

“Os problemas de saúde ambiental da América Latina e Caribe estão dominados tanto por necessidades não atendidas, enquanto saneamento ambiental tradicional, como por necessidades crescentes de proteção ambiental, que têm se tornado mais graves devido à urbanização intensiva em um entorno caracterizado por um desenvolvimento econômico lento”

A Saúde Ambiental de uma forma geral, portanto é relacionada com o Meio Ambiente habitado pelo homem sendo totalmente dependente da interação do homem e este meio.
Existem diferentes problemas encontrados na saúde do homem quando leva-se em conta o ambiente rural e o ambiente urbano.

No ambiente rural um dos grandes problemas atuais é o uso de agrotóxicos , também denominados produtos de uso agrícolas e pesticidas que visam eliminar “pragas” que diminuem a produção de alimentos, mesmo com o estudo de produtos que tem um impacto menor ao meio o uso de forma inadequada destes produtos vem causando um grande impacto sobre a fauna, flora , água e solo e consequentemente sendo um risco para a saúde dos seres humanos, uma outra problemática é o grande número de suicídios ocorridos entre trabalhadores do campo.

No ambiente urbano uma das questões mais estudadas é a poluição do ar que causa milhares de internações e óbitos a cada ano, estando principalmente relacionadas com doenças respiratórias, cardíacas e vários tipos de câncer.

Ainda persistem no ambiente rural e urbano problemas de doenças relacionadas ao não tratamento da água consumida pela população, pois a água não tratada é um ambiente adequado para vida de parasitas, vírus e bactérias além da presença de minerais e vários elementos químico.

Um fator importante na questão da Saúde ambiental é a sua relação com as mudanças do clima que resultam em um ambiente com temperaturas elevadas e baixa umidade do ar.
Temperaturas elevadas segundo pesquisas causam impacto na saúde humana influenciando em problemas Psicológicos, ocasionando alterações do sistema imune, sobrecarga renal e problemas cardíacos dentre outros.

Em um ambiente urbano a causa de males a saúde humana ainda é decorrente de crimes ambientais realizados por indústrias que causam impacto no solo por meio de descarte inadequado de resíduos, no ar quando não ocorre a devida utilização de filtros em chaminés e na água quando produtos são lançados em esgotos, córregos e rios sem o devido tratamento.

Medidas importantes devem ser tomadas, portanto pelos governos de todos os países, como o fortalecimento de pessoas treinadas para o estudo e a realização de ações minimizadoras destes impactos, bem como a elaborações de Políticas Públicas e Leis que insiram e definam melhor as questões de saúde ambiental.

Na intenção de colaborar com a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU serão disponibilizados no Ambiente do meio informações relacionadas as questões de Saúde Ambiental que tem como objetivo servirem de instrumento para uma rede de profissionais, estudantes e gestores da área de Saúde Ambiental.

Referências para estudo:

1.Orientações

Riscos Químicos

Mercurio no setor saúde OMS

Hexaclorociclohexano e a Saúde Humana

Guidelines for safe recreational water environments

Fluxograma de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a ACIS

Exposicion_Pediatrica_al_Mercurio

Estudos epidemiológicos em áreas contaminadas

Epidemiologia e Modelos de Investigação

Dioxinas

Compromisso pela qualidade do ar e saúde ambiental

Children

Chemical safety of drinking water

Aldrin

Água – OMS

Action Plan for the Reduction of Reliance on DDT in Disease Vector Control

Ações Corretivas Baseadas em risco

Mudanças climáticas e ambientais

Política e Plano Municipal de Saneamento Ambiental

Programa Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental Relacionada à Qualidade da Água para Consumo Humano

Proteger a saúde – Mudanças do Clima

Riscos, saúde e justiça ambiental

Human Health in Areas with Industrial Contamination-who

Nanotecnologia e Saúde Humana – WHO

The precautionary principle – WHO

Areas contaminadas e saúde – WHO

Health and environment communicating the risks – who

Health in Impact Assessments final version – who

2. Sobre Vigilância Ambiental

Vigilância em Saúde

Saúde ambiental infantil

Cálculo de população exposta ou potencialmente exposta em uma área contaminada para cadastro no SISSOLO

Áreas contaminadas criticas

Capacitação em Vigilância e Assistência em Saúde Ambiental

3. Lista de estudo de caso

Organoclorados e Metais

Caso de Mauá

Avaliação do Potencial de Risco de Cancer ao Longo do Período de Vida Associados com a exposição ao arsênico inorgânico

Avaliaçao de risco em Andrinópolis Paraná

Avaliaçao de risco a saude humana – Santo Amaro

Avaliação de risco em Saúde Humana – Cidade dos Meninos

Pesquisa de contaminantes quimicos em Campinas

Caso de Dracena

Caso de Caieiras

Caso do Municipio de Mauá

4.  Fluxograma para ações em Toxicologia

INTOXICACION CAUSTICOS

INTOXICACION CON ANILINAS

INTOXICACION CON BENCENO

INTOXICACION CON CROMO

INTOXICACION CON GASES IRRITANTES

INTOXICACION CON HAPs

INTOXICACION CON MERCURIO

INTOXICACION CON ORGANO FOSFORADOS

INTOXICACION CON PCB

INTOXICACION CON PIRETRINAS Y PIRETROIDES

INTOXICACION CON PLOMO

INTOXICACION CON TOLUENO

INTOXICACION CON TOLUENO

INTOXICACION CON TOXICOLOGICO

5. Agrotóxicos no Meio Ambiente

Uso de neocotinoides e abelhas

Sub-lethal and chorin effects of neonicontinoids on bees and other polinators

Process for requiring exposureand effects testing for assessing risks to bees during registration and registration review

Polinator risk assessment

Policy to migate risky to bees from pesticide products

Pesticides and honney bees sta of the science

Improving mitochondrial function protects bumbllebees from neonicotinoid pesticides

Guidance on the risk assestment of plant protection products on bees Apis Mellifera

Guidance on exposure and effects testing for assessing risks to bees

EFSA call for integrated and coordinated actons at EU and international levels to address global dececlines

Efeito do herbicida atrazina no peixe

Ecogenotoxicologia dos agrotóxicos: avaliação comparativa entre ecossistema agrícola e arte de proteção ambiental

Chronic exposure to a nenicotinoid pesticide alters the internacional between bumblebees and wild plants

Avaliação de agrotóxico em água no Rio Grande do Sul

White Paper in Support of the Proposed Risk Assessment Process for Bees

Avaliação do Risco ambiental

6. Agrotóxicos e Saúde

Acidentes de trabalho devido a intoxicação por agrotóxicos entre trabalhadores da agropecuária

Acute pesticide poisoning a proposed classification

Dossiê Abrasco

Endocrine disrupting chemicals

Exposição a agrotóxico no Rio de Janeiro

Exposição a pesticida e suicídio no Brasil

Morbimortalidade por câncer infanto juvenil associada ao uso agrícola de a agrotóxicos no Estado de Mato Grosso

Plano Estadual de Toxico vigilância de São Paulo

Recognition and managemente of pesticide poisonings

Tendências de agravos crônicos à saúde associados a agrotóxicos em região de fruticultura no Ceará

Caracterização do risco de exposição aos agrotóxicos organoclorados persistentes

Alterações cromossomicas em trabalhadores rurais

Exposiçao ambiental e ocupacional e Linfoma

Glifosato e agregação plaquetária em humanos

7. Documentos da Sociedade

Primavera Silenciosa

Agrotóxicos violações socioambientais e direito no Brasil

Cartilha Agrotóxicos e Abelhas

Impacto da legislação no registro de agrotóxicos de maior toxicidade no Brasil

O futuro roubado

Projeto vida no campo

Proposta de resolução do parlamento europeu sobre a proibição dos inseticidas neonicotinoides

Recommendations to protect pollinators from neonicotinoids

The environmental risks of neonicotinoid pesticides a review of the evidence post

Agrotóxico no Brasil: um guia para ação em defesa da vida

Apresentação de Ana Marina Martins de Lima na Câmara dos Deputados sobre agrotóxicos e os impactos na saúde e no meio ambiente

Apresentação de Ana Marina Martins de Lima no MPF: Complexidades de um laboratório público de apoio á ações de Vigilância Sanitária e Epidemiológica