Cerrado, Além da Névoa

Ganhador de Melhor Filmecapa com premio

Cinecipó – Festival de Cinema Socioambiental da Serra do Cipó 2013

Por Tatiana Clauzet

O filme “CERRADO, Além da Névoa” leva o espectador a um dos mais belos e menos conhecidos ecossistemas do mundo, localizado no centro do Brasil.

Como uma pintura impressionista, exaltando a cor e luz desse lugar, o filme transcorre como um mito de criação passando pelos elementos criadores como a água, a terra, o ar e o fogo, e as impressionantes criaturas que habitam essas planícies.

O filme apresenta um novo gênero de documentário, onde a poderosa beleza natural e o mistério do lugar aliados a visão artística e a pulsante trilha sonora original constroem e ditam o roteiro.

O Parque Nacional das Emas é lar de alguns dos mais incríveis animais do mundo, como o Tatu canastra, Tamanduá Bandeira e o Lobo Guará, além de fenômenos naturais que só ocorrem nesta especifica parte do Brasil, como a bioluminescência e as milhares de aranhas comunitárias.

“CERRADO, além da Névoa” é uma incrível explosão de vida, cores e mistério, uma reverência a natureza como sendo uma eterna e mais bela obra de arte já criada.

Um Filme de

Christian Spencer, Marc Egger, Gibby Zobel

Edited by

CERRADO, Além da Névoa and Gibby Zobel

Original Music

Christian Spencer

Workshop Bate-Bola com a artista plástico Nelson Leirner

Por: ANA MARINA MARTINS DE LIMA / Ambientedomeio.com

Nelson Leiner viveu de 1947 a 1952 no Estados Unidos onde estudou engenharia têxtil, mas sem concluir o curso. Entre 1956 e 1958, estuda artes plásticas.  De volta ao Brasil, faz sua primeira exposição individual no ano de 1961, em São Paulo. Em 1967 é premiado na IX Bienal de Tóquio. Em seu trabalho realiza comentário irônico acerca do sistema de arte. Tem participado de várias exposições no Brasil e no exterior.

Na tarde de segunda-feira deu-se início o Workshop com o o artista plástico inicia sua exposição com a seguinte pergunta: O que vocês esperam que eu diga? Com o seu jeito simples, mas seguro, confessa que já fez muitos alunos chorarem, nos diz que parou de dar aula porque acha um vazio entre o s alunos e sua obra, falta ao artista de hoje o estudo da Arte, segundo ele um trabalho se torna arte, quando este é reconhecido por alguém que já é artista.

Durante o Workshop, os participantes apresentaram trabalhos, os quais receberam críticas e conselhos de Leiner e a opinião dos outros alunos.

Leiner ressaltou o processo criativo da obra e o compromisso do artista com o seu público.

Uma participante trouxe “Origami”, no qual utilizaram jornais e revistas, outra colocou junto á uma placa de resina objetos que guardava em uma gaveta, nas fotografias ficaram marcantes a presença da obra no Meio Ambiente.

Ao final deixou-nos por tarefa utilizar um lençol branco para criar uma obra cujo tema era “noivas”.

No segundo dia já muito a vontade com o grupo, questionou o seu próprio papel e a admiração que as pessoas têm por sua pessoa.

Outros trabalhos foram expostos, e neste bloco nos chamou a atenção à relação do artista e a “imagem”, que pode ser expressa por uma pintura em tecido, papel, fotografia e o uso do computador para mostrar a obra.

Eu Marina, que não era artista até então… ofereci uma salada-de-fruta  (foto de minha autoria ,que estava em papel de parede no computador), achei bem interessante a reação dos participantes, foi sugerida  uma exposição, neste momento falei sobre o “Ambiente do Meio”, Leiner disse que sua forma de contribuir com o Meio Ambiente seria filiar-se ao Green Peace.

 O resultado dos trabalhos com o lençol foi “interessante”, alguns maduros e outros infantis como descreveram o artista, destacaram-se os trabalhos que relacionaram o casamento e sua importância religiosa e o ato do casamento como um compromisso. Ao final deste dia o artista Leiner, falou um pouco de questões pessoais, família, o seu dom de cupido e nos agradeceu a participação de todos.

 Para saber mais sobre Leiner e sua obra:

http://www.itaucultural.org.br/index.cfm?cd_pagina=2720&cd_materia=157

http://www.britocimino.com.br/en-nelsonleirner.html