“Movimento CyAN”

“Movimento CYAN” mobiliza sociedade pelo uso consciente e sustentável da água
Em parceria com as ONGs WWF e WFP, AmBev promoverá palestras com especialistas nacionais e internacionais, filmes  e ações interativas como a Casa Líquida para educação ambiental.

Em 2010, a AmBev vai investir R$ 44 milhões em todos seus programas na área de sustentabilidade

 Hoje, 22/03, Dia Mundial da Água, a AmBev apresenta o “Movimento CYAN – Quem vê a água enxerga seu valor, uma ampla campanha de mobilização para o uso consciente deste recurso natural. Durante 14 dias, serão realizadas atividades culturais gratuitas no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Entre elas, uma série de documentários sobre o tema Água, escultura de Guto Lacaz, e a Casa Líquida. Haverá ainda um ciclo de debates com especialistas em recursos hídricos do Brasil e de outros países.

Um dos objetivos do Movimento CYAN é popularizar o conceito de “pegada hídrica” – indicador criado pela ONG holandesa Water Footprint Network (WFN) que calcula o consumo de água direto (real) e indireto (virtual) de um indivíduo ou comunidade, tomando por base o volume de água limpa que é utilizado na cadeia de produção de tudo o que é consumido em termos de bens e serviços. É a mensuração do impacto dos hábitos de cada cidadão sobre a quantidade de água disponível no planeta. Para se ter uma ideia do que isso significa, dados da WFN indicam que, para a produção de uma calça jeans, a pegada hídrica é de 10.000 litros – o equivalente à capacidade de um caminhão-pipa. Assim, ao comprar uma calça jeans, uma pessoa acrescenta 10 mil litros de água virtual à sua pegada hídrica.

Outra iniciativa do Movimento CYAN é um aplicativo na internet para que as pessoas possam sugerir ideias de como economizar água.  O “Menos 1 Litro”, que poderá ser acessado a partir do dia 23/03 pelo site www.movimentocyan.com.br, permitirá que o público compartilhe pequenas ações do cotidiano para preservar a água. Todas estas ações acontecem em alinhamento com a atuação socioambiental da AmBev. A companhia ultrapassou em 2009 o seu próprio recorde de economia no uso de água. O volume que deixou de ser consumido pela empresa no último ano foi de 2,4 bilhões de litros – suficiente para abastecer durante um mês uma população de 450 mil pessoas, o equivalente à cidade de Uberlândia/MG. Em 2010, a AmBev vai investir R$ 44 milhões em todos seus programas na área de sustentabilidade.  A companhia vai desenvolver em suas fábricas ao menos duas outras iniciativas para a preservação da água. Uma é a parceria com a USP de São Carlos/SP e com a ONG holandesa Water Footprint Network. A empresa vai calcular o consumo de água em toda a sua cadeia produtiva – do plantio da cevada até o ponto de venda.

 Haverá também o lançamento do programa “Água para a Vida – Conservação e Gestão de Água Doce”, em conjunto com a WWF. A companhia vai adotar bacias hidrográficas que servem às suas fábricas para desenvolver estudos sobre melhor aproveitamento da água pelas indústrias e pela comunidade local, além de contribuir com recursos financeiros para a sua preservação. A iniciativa terá uma primeira etapa na Bacia do Corumbá-Paranoá, que abastece a Filial Gama, em Brasília/DF. Posteriormente, o projeto poderá ser ampliado para outras bacias hidrográficas pelo país.

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s