UNOPS e parceiros entregam 2,9 milhões de EPIs e 40 monitores para Acre e Rondônia

Por ONU no Brasil

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) finalizou esta semana a entrega de 40 monitores multiparâmetro e de mais de 2,9 milhões de unidades de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais de saúde que atuam na resposta à COVID-19 nos estados de Rondônia e do Acre.

A compra foi realizada com recursos do projeto de conversão de multas destinadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Rondônia e Acre e aplicadas pela Justiça do Trabalho da região.

Para a procuradora-chefe do MPT em Rondônia e Acre, Camilla Holanda Mendes da Rocha, o enfrentamento da pandemia exigiu a união de esforços de diversos parceiros, especialmente quanto ao direcionamento dos recursos disponíveis.

De acordo com ela, a Procuradoria Regional do Trabalho (PRT14), com o apoio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT14), direcionou os valores decorrentes de condenações em ações civis públicas e em termos de ajuste de conduta para viabilizar a compra dos itens e insumos indicados pelas Secretarias de Saúde, Estaduais e Municipais.

“A aquisição só foi possível em razão do apoio do UNOPS, dada a escassez e alta procura destes itens no mercado mundial”, finalizou a procuradora do Trabalho.

De acordo o presidente e corregedor do TRT da 14ª Região, desembargador Osmar Barneze, passados quase seis meses da confirmação dos primeiros casos do novo coronavírus, a crise sanitária e econômica gerada pela pandemia da COVID-19 ainda assola os estados de Rondônia e do Acre, o que não passa despercebido pelo TRT da 14ª Região.

Ele destacou que,  “em um trabalho conjunto com a PRT14, UNOPS e Secretarias de Saúde, estamos concentrando todos os esforços para disponibilizar recursos que efetivamente possam auxiliar na reversão do quadro atual”.

Foto: UNOPS

A representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, explicou que o UNOPS é o organismo da Nações Unidas especializado em compras. “Estamos utilizando toda a nossa capacidade em aquisições para apoiar a resposta à COVID-19 no Brasil. Estes números são o resultado de muito trabalho para salvar vidas”, disse.

Entre os EPIs, foram comprados macacões, aventais, luvas, propés, toucas, máscaras N95 e cirúrgicas para as secretarias de saúde dos estados de Rondônia e Acre e das cidades de Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Vilhena (RO) e para hospitais nas cidades de Cacoal (RO), Tarauacá (AC) e Feijó (AC). O valor total das compras é em torno de 1,9 milhões de reais.

Dos 40 monitores multiparâmetro com capnografia, cujo custo total é mais de 1 milhão de reais, 20 foram destinados à Secretaria de Saúde do Estado do Acre. Outros 20 para as cidades rondonienses de Ariquemes (10), Vilhena (9) e Ministro Andreazza (1).

“Este tipo de monitor serve para verificar os sinais vitais dos pacientes como temperatura, funcionamento do coração, ritmo da respiração, nível de oxigênio no sangue, que é quanto do oxigênio do pulmão que chega ao sangue”, explicou o coordenador da área de equipamentos médicos da  força-tarefa do UNOPS para COVID-19 na América Latina e no Caribe, Valerio di Virgilio.

Segundo ele, como a infecção por COVID-19 afeta os pulmões, é muito importante monitorar os sinais deste órgão.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s