Editorial

Este Site  foi criado em 2007 por uma necessidade de promover informações sobre o Meio Ambiente.

MISSÃO: Informar com qualidade, visando a Ação para um meio ambiente sustentável baseado na Cultura de Paz e compartilhar a nossa visão de meio ambiente, norteados pela simplicidade e objetividade com qualidade e respeito aos direitos autorais.

VISÃO: “Proteger o Meio Ambiente custa caro. Não fazer nada custará mais caro ainda” Kofi Annan

Foto: Ana Marina Martins de Lima

O Ambiente do Meio tornou-se uma fonte segura de informações para  elaboração  de  políticas públicas, trabalhos acadêmicos e trabalhos técnicos da área de Direito Ambiental.

Considerar a Economia como um ponto estratégico para atingir objetivos comuns de bem estar individual, social e global não é exagero.

O investimento em Projetos e Programas de Governo bem estruturados com recursos humanos e gestores idôneos é o grande desafio de todos os povos do Planeta neste momento e é algo que deve ser realizado para transformar a Sociedade e nosso Ambiente em habitável para todos os seres vivos.

A verdadeira sustentabilidade de uma empresa ou sociedade pode ser uma meta realizável se forem considerados os valores sociais relacionados ao respeito e ética ao Meio Ambiente do ponto de vista da preservação da Biodiversidade e o respeito a Cultura dos povos Tradicionais bem como a opção de religião de todos os povos.

Nos preocupa na atualidade a ausência ética e a falha na preparação de profissionais para atuarem como comunicadores bem como o uso de forma inadequada das redes sociais como instrumentos de manipulação social e a crescente atitudes de todas as formas de violências ao direito do cidadão.

As evidências sobre os problemas existentes e não sanados por nossos gestores como: falhas na coordenação estratégica durante a pandemia; a perca da Biodiversidade por meio do desmatamento e de incêndios; a insegurança hídrica; a insegurança alimentar e a insegurança das barragens são fatores indicativos de que necessitamos de fortalecimento nas ações legais e restruturação nos processos de gestão com revisões do planos e programas locais de forma a favorecer o interesse comum.

Os tomadores de decisão e a população devem estar sensibilizados para respeitar e investir em conhecimento científico de forma a remediar cenários negativos já previstos sobre a influencia das ações do homem sobre o clima, uso e ocupação do solo e uso de produtos ou máquinas que promovem um impacto direto sobre a Saúde Única: Animal, Humana e do Ambiente.

GESTORA: Ana Marina Martins de Lima * Jornalista e Bióloga Especialista em Gestão Ambiental

DIREITOS AUTORAIS: Solicitamos respeito aos direitos autorais, não utilizem o nome deste site para promoção pessoal ou outros derivados do nome para outras mídias, agradecemos a sua colaboração.