Amanhã é dia “D” de mobilização para vacinação contra pólio e sarampo

Por: SMS- Secretaria Municipal de Saúde da Cidade de São Paulo

Doses estarão disponíveis em todas as unidades de saúde do município e em postos volantes e satélites, das 8h às 17h; campanha é voltada para crianças entre 1 ano e 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade.

FAMILIA

Sábado (18) é dia de levar as crianças de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade, para vacinar contra a pólio e sarampo. Além de todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai disponibilizar as doses em postos volantes e satélites, somando assim mais de 500 pontos para o dia D da “Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo”. A lista das unidades de vacinação que atenderão das 8h às 17h pode ser acessada aqui.

A campanha preventiva começou na capital paulista no último dia 4 e se estenderá até 31 de agosto. Até esta quinta (16), a cidade somou 442.680 vacinas aplicadas, das quais 223.398 doses da vacina contra pólio e 219.282 da vacina SCR (tríplice viral que inclui imunização contra sarampo, caxumba e rubéola), o que representa cobertura de 37,7% e 37%, respectivamente. É importante destacar que uma mesma criança pode ter tomado as duas vacinas na mesma ocasião.

 “Como há muitos anos não temos novos casos de pólio, muitos pais não têm lembranças dos problemas causados pela paralisia infantil, mas só alcançamos essa marca justamente por causa da vacina. Por isso, pais e responsáveis devem levar seus filhos aos postos de vacinação mesmo que a carteirinha esteja em dia para receber o reforço”, explicou a coordenadora do Programa Municipal de Imunizações, Maria Lígia Nerger.

A mobilização deste sábado é mais uma oportunidade para que pais e responsáveis levem as crianças entre 1 ano e 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade para se protegerem durante a campanha. O Brasil está livre da poliomielite – também conhecida como paralisia infantil – desde 1989, uma conquista possível graças aos altos índices de cobertura vacinal. Já os últimos dois casos confirmados de sarampo no município de São Paulo – ambos importados – foram em 2015.

Recomendações

As crianças menores de 2 anos de idade NÃO devem tomar simultaneamente as vacinas contra o sarampo e contra a febre amarela. É recomendável um intervalo de 30 dias entre as doses, sendo que a da campanha deve ser priorizada.

As vacinas contra  o sarampo e a pólio são contraindicadas para: pessoas que apresentam imunodeficiência congênita ou adquirida, como portadores de neoplasias malignas, submetidos a transplantes de medula ou outros órgãos; infectados pelo HIV, que estão em tratamento com corticosteroides em dose alta; ou que tenham alergia grave a algum componente da vacina ou dose anterior. Crianças com febre muito alta também devem evitar a aplicação

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s