Assembleia Ambiental da ONU mira soluções inovadoras para futuro global

Por: ONU

Burning of E-wastes in Agbogloshie_updated
Foto: ONU

As Nações Unidas convidam governos e setores público e privado a repensar seus padrões de consumo e produção sob o tema “Pense no planeta, Viva simples”, durante a 4ª Assembleia Ambiental da ONU, que ocorre de 11 a 15 de março em Nairóbi, no Quênia.

Na ocasião, os países assumirão compromissos mensuráveis para estimular a inovação e a implementação de sistemas de economia circular.

A expectativa é de que sejam lançadas resoluções sobre disseminação do conceito de biodiversidade; gestão saudável de substâncias químicas e resíduos; uso de big data; gestão da informação; promoção de estilos de vida sustentáveis; uso eficiente de recursos e soluções baseadas no conhecimento indígena.

O sexto “Panorama Ambiental Global”, GEO-6, a principal avaliação periódica da ONU sobre o estado do meio ambiente, será lançado durante a Assembleia.

A 4ª Assembleia Ambiental mira dois temas afins — soluções inovadoras para os desafios ambientais e consumo e produção sustentáveis —, inspirando países, atores do setor privado e indivíduos a promover #SoluçõesInovadoras e uma autocrítica de seus padrões de consumo e produção.

“Apesar de todo o progresso inspirado pelos objetivos globais, uma barreira ainda impede que eles sejam alcançados: as escolhas que fazemos em nossas vidas cotidianas continuam a alimentar hábitos de consumo e produção que cada vez mais excedem os limites do nosso planeta”, afirma Siim Kiisler, presidente da Assembleia Ambiental da ONU de 2019.

O consumo e a produção sustentáveis lidam com o ciclo de vida das atividades econômicas: a extração de recursos, o processo para transformá-los em materiais e produtos e, por fim, o uso e descarte.

O consumo e a produção sustentáveis também podem ser divididos em atividades econômicas específicas a fim de fazer mais e melhor com menos e identificar prioridades de acordo com os impactos ambientais e demandas de recursos.

Instando participantes a “Pensar no planeta, Viver simples”, os Estados-membros da Assembleia vão pedir resoluções ousadas para estimular a sustentabilidade nos padrões de consumo e produção em todo o mundo.

Isso pode ocorrer por meio de iniciativas de políticas públicas; tecnologias ambientalmente saudáveis; esquemas sustentáveis de financiamento; educação, pesquisa e desenvolvimento; compartilhamento das melhores práticas; capacitação e sensibilização; parcerias privadas e públicas.

“Crescemos às custas do nosso planeta. Para garantir um futuro sustentável, todos nós precisamos trabalhar juntos para transformar nossa forma de consumir e produzir”, diz Joyce Msuya, chefe interina da ONU Meio Ambiente.

“A Assembleia Ambiental da ONU de 2019 oferecerá uma plataforma para inovações que vão mudar o jogo e garantirá que tenhamos um mapa para que essas ideias ousadas floresçam”, conclui.

Somente através da inovação nossa geração poderá aproximar nosso mundo da visão estabelecida em “O futuro que queremos”, o documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável 2012, que afirma que “erradicação da pobreza, mudança insustentável e promoção de padrões sustentáveis ​​de consumo”. e produção e proteção e gestão da base de recursos naturais do desenvolvimento econômico e social são os objetivos globais e os requisitos essenciais para o desenvolvimento sustentável. ”

As principais características de uma cultura inovadora são criatividade, abertura e participação. Uma cultura de inovação atravessa setores e atores e garante seu direito à participação.

Várias condições são necessárias para estimular e fortalecer uma cultura de inovação. Estes incluem instrumentos de liderança e governança que recompensam a inovação e a circularidade, ao mesmo tempo que estimulam a abertura e a colaboração; educação e capacitação contínua que facilitam a transição para uma sociedade do conhecimento; e a dedicação de finanças e tecnologia à sustentabilidade.

Países e empresas podem impulsionar uma cultura de inovação e a economia em geral, liberando a criatividade e o empreendedorismo das mulheres. O empoderamento das mulheres, particularmente nos setores de desenvolvimento sustentável, faz sentido social, comercial e econômico.

Ao promover uma cultura de inovação, ninguém deve ficar para trás. A Assembléia do Meio Ambiente da ONU em 2019 contribuirá para uma abordagem holística, inclusiva e participativa do desenvolvimento apoiada pelos direitos humanos e reconhece as interligações e a natureza integrada da Agenda 2030 e do Desenvolvimento Sustentável.

Sob o tema geral Soluções inovadoras para desafios ambientais e consumo sustentável e produção, a 2019 UN Environment Assembly abordará as três áreas de foco a seguir:

(a) Desafios ambientais relacionados com a pobreza e a gestão dos recursos naturais, incluindo sistemas alimentares sustentáveis, segurança alimentar e travar a perda de biodiversidade;

(b) abordagens do ciclo de vida para a eficiência de recursos, energia, produtos químicos e gestão de resíduos; e (c) desenvolvimento de negócios inovadores e sustentáveis ​​em um momento de rápidas mudanças tecnológicas.

Leia: Relatório do Diretor Executivo

Veja: Programação do Evento

Qual sua opinião sobre este tema?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s