Justiça susta obras da Usina de Estreito

A Justiça Federal do Maranhão determinou a interrupção das obras da Usina Hidrelétrica de Estreito (UHE) e a anulação da licença de instalação do empreendimento, que se localizará nas cidades de Estreito (MA), Palmeiras do Tocantins (TO) e Aguiarnópolis (TO). No ano passado, o BNDES liberou R$ 2,6 bilhões em financiamento para a realização da obra. A decisão é fruto de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) no Tocantins e no Maranhão. Entretanto, o Consórcio Estreito Energia (Ceste) continuará as obras até ser oficialmente notificado.”

 

Antonio Cunha

 

Mais informações:

http://www.monitormercantil.com.br/mostra_noticia.asp?id2=51260&cat2=conjuntura