Por que não é possível fazer políticas públicas sem Gestores Ambientais?

Magalhães Bastos - Rio de Janeiro- tarde de 03-01 de 2013 por Andréia Lima
Magalhães Bastos – Rio de Janeiro- tarde de 03-01 de 2013 por Andréia Lima

Magalhães Bastos ( RJ) (3)Por: Ana  Marina  Martins de Lima/ Ambientedomeio

O que nós aprendemos em cursos de Gestão Ambiental: primeiramente que o gestor não é um profissional solitário e sim solidário, a gestão ambiental é multidisciplinar e o gestor sabe ou deve ter uma boa vivência com os demais profissionais.

Uma boa equipe de profissionais que tem como base os conhecimentos ambientais e a necessidade de utilizar estes conhecimentos em políticas públicas deverá ser formada por engenheiros, químicos, biólogos e geólogos, além de profissionais da comunicação, sociólogos e psicólogos dependendo do projeto a ser desenvolvido.

Dentre as disciplinas de um curso de Gestão Ambiental podemos citar as que estão diretamente ligadas aos problemas que enfrentamos atualmente devido a mudanças do clima e suas consequências para saúde humana bem como para economia das cidades: Planejamento Ambiental, Saneamento Ambiental, Avaliação dos impactos Ambientais e Gestão de Riscos Ambientais; já em um curso voltado diretamente para saúde temos o conhecimento da Epidemiologia e Políticas públicas integradas ao meio ambiente.

Temos muitos profissionais formados e inúmeros cursos voltados para área de Gestão Ambiental, mas o gestor ambiental é mais atuante em empresas que visam sustentabilidade de negócios e recentemente em empresas conscientes que adotam uma política ambiental e socioambiental não só com visão econômica, mas com base na responsabilidade social.

No que diz respeito ao setor público este ainda esta engatinhando paras questões ambientais, Hospitais da rede privada são os que mais investem em políticas ambientais, estes já descobriram que utilizar conhecimentos da arquitetura verde pode gerar um renda importante, assim como a reciclagem de resíduos, o uso de energia solar e a utilização de água de reuso.

Tragédias como as que enfrentamos em todos os verões nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, poderiam ser evitadas em sua maioria se tivéssemos políticas públicas ou sistemas de governos que incluíssem em seu quadro de funcionários estes profissionais gestores.

No Rio de Janeiro o que temos visto em todos os anos é a confirmação de que não é realizada uma Gestão de Riscos Ambientais e muito menos a Avaliação de Impactos Ambientais, os riscos são visíveis por todos, mas a avaliação não resulta em uma política de prevenção.

O que acontece não é só o risco físico do momento e a perda de valores econômicos como casas e outros bens, mas a perda de familiares que tem como consequência doenças físicas e mentais.

Como consequências diretas das enchentes teremos um aumento de casos de doenças respiratórias e doenças causadas por vetores como ratos, e insetos e neste caso os conhecimentos em saúde são necessários uma vez que aumentara a quantidade de crianças e idosos doentes.

Em todas as cidades têm-se a questão do lixo urbano, o lixo descartado pela população e comércio que após as festas de fim de ano vão parar em córregos e provocam enchentes.

Cidades mal planejadas do ponto de vista da urbanização falta de impermeabilidade do solo, construções em áreas de risco, saneamento incompleto todas estas questões estão inseridas nas aulas que temos em Universidades, mas infelizmente ainda não há uma consciência de nossos governos de que é necessária a atuação de gestores nestas áreas esta carreira simplesmente não existe, por exemplo, na área da saúde, quando se faz necessário são contratados terceirizados em momentos de crise, mas não há continuidade dos projetos e integração de projetos entre os demais setores.

Enfim neste momento infelizmente o que podemos fazer é monitorar os riscos quando na verdade deveríamos evitá-los.

“Estamos ilhados, esse é o estado que ficamos logo depois da chuva, durante a chuva a água quase entrou no carro, isso porque moramos na parte alta da rua e a casa esta mais alta….” Andréia Lima

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s