Ministério Público do Trabalho recebe apoio do UNOPS para dar resposta à pandemia

Por: Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos

O Ministério Público do Trabalho (MPT) já destinou mais de R$ 320 milhões para ações de enfrentamento à COVID-19, segundo levantamento publicado no dia 18 de novembro. Deste valor, mais de R$ 10 milhões foram repassado ao UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos.

Em parceria com o MPT, em 2020 o UNOPS já entregou mais de 2,9 milhões de toucas, luvas e propés; 207 mil macacões e aventais; 290 mil máscaras cirúrgicas, 98 mil unidades de máscaras N95; 3,5 mil óculos de proteção e protetores faciais. Além dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – fundamentais para a segurança de quem trabalha na área de saúde -, 11 mil litros de álcool líquido 70% e 8,4 mil litros de álcool em gel também foram comprados para este fim.

Com o objetivo de promover o bem-estar social e proteger as populações vulneráveis, o MPT entregou mais de 320 equipamentos médicos entre ventiladores pulmonares, monitores multiparâmetros, ultrassons, desfibriladores, termômetros, oxímetros e cardioversores. Também equipou três laboratórios universitários que desenvolvem pesquisas sobre COVID-19 e entregou 6.100 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade. Os estados atendidos foram Acre, Amapá, Minas Gerais, Santa Catarina e Rondônia.

“Todas as compras foram realizadas pelo UNOPS seguindo padrões internacionais de transparência e competitividade e destinadas a hospitais públicos ou instituições sem fins lucrativos indicadas pelo MPT”, explicou o gerente de projeto do UNOPS, Marco Antônio Costa, responsável pela iniciativa. Segundo ele, o projeto é construído com o Ministério Público do Trabalho, a partir de uma demanda local, e executado pelo UNOPS, que fica responsável pela compra até a entrega e a prestação de contas ao MPT.

“Trabalhar com o UNOPS nos permitiu fazer destinações que deram resultados rápidos em um contexto complexo. Nosso trabalho conjunto contribuiu para a resposta à pandemia e para garantir a saúde de trabalhadoras e trabalhadores”, afirmou o Procurador do Trabalho do MPT em Santa Catarina, Sandro Eduardo Sardá.

A expertise do UNOPS em compras eficientes foi o que garantiu sucesso aos projetos do MPT de enfrentamento à COVID e proteção do trabalhador da linha de frente, afirmou a procuradora-chefe em Rondônia e Acre, Camilla Holanda. O MPT destes dois estados foi o primeiro a executar projetos em parceria com o UNOPS. Antes da pandemia, a iniciativa chamada Uirapuru realizou um diagnóstico de destinações e um edital de projetos para receber propostas de organizações sociais e instituições públicas, que incluiu o repasse dos recursos e o monitoramento dos resultados e das prestações de contas.

“UNOPS e MPT colaboram em projetos que geram impactos sociais, promovendo  transformações positivas na sociedade a  partir de ações adequadas às necessidades das populações locais”, afirmou a diretora e representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela. Ela disse que o UNOPS está à disposição de todas as Procuradorias Regionais do Trabalho e Procuradorias do Trabalho nos Municípios para realizar projetos em diferentes áreas e também para seguir no esforço da resposta à pandemia.

O UNOPS apoia o MPT no planejamento e na estruturação de ações de infraestrutura, compras sustentáveis e gestão de projetos para promover os Objetivos de  Desenvolvimento Sustentável (ODS) da  Agenda 2030.

Foto | Amapá Solidário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s