Minc cede a pressões de Petrobras e Anfavea e negocia nova proposta para diesel

 

 

Importante nós compartilharmos desta   “ boa notícia para nossa saúde”

AmbientedoMeio
Nosso futuro? Foto: AmbientedoMeio

O Ambiente do meio já aderiu ao abaixo assinado do movimento Nossa São Paulo, nós não podemos ficar calados diante de mais uma atitude que poderá prejudicar a todos, não adianta planejarmos uma Política Nacional Para Mudanças Climáticas sem termos metas coerentes que beneficiem a um ambiente sustentável para a VIDA Humana, nós seres Racionais somos responsáveis pela vida em nosso planeta , devemos agir neste momento de forma Racional. Beneficiar a economia de uma grande empresa como a Petrobras em troca de nossa saúde de fato não é a ATITUDE mais coerente, a empresa  possui um grande poder econômico nestes últimos dois meses trabalhou a sua Publicidade em Blogs, Jornais e Revistas (uma parte da Revista Istoé foi “reservada” para informe publicitário da Petrobras) informando-nos que é uma EMPRESA SUSTENTÁVEL, vejo que está empresa pode desenvolver em curto prazo um tecnologia para um DIESEL LIMPO, vamos contribuir, vamos protestar nós consumidores temos a capacidade de mudar os nossos hábitos, aos nossos empresários pedimos procurem utilizar um combustível menos poluente, nós brasileiros não somos diferentes dos outros , queremos viver um pouco mais. Aos jornalista e “blogleiros”, sugestão para “primeira página” , meios de comunicação temos que fazer o nosso papel.

 

 

 

 Ana Marina Martins de Lima

 

 

Minc cede a pressões de Petrobras e Anfavea e negocia nova proposta para diesel

 

 

Artigo escrito pelo : Movimento Nossa São Paulo

 

A implantação do diesel com dez vezes menos enxofre do que o atual, prevista em resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) para janeiro de 2009, pode não entrar em vigor devido às pressões que a Petrobras e Anfavea vêm fazendo sobre o Ministério do Meio Ambiente e Ministério Público Federal. Em reunião a ser realizada no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) no próximo dia 10, será negociado novo cronograma para a distribuição do diesel com 50 partículas por milhão de enxofre (ppmS), o chamado diesel S-50. Conforme a resolução 315, publicada em 2002, em janeiro de 2009 o diesel comercializado no País deve ter quantidade máxima de 50 ppmS. Atualmente a composição do diesel no Brasil tem 500 ppm S nas regiões metropolitanas e 2000 ppm S no interior.

 

Pela nova proposta que o ministro do Meio Ambiente e presidente do Conama, Carlos Minc, vai apresentar, apenas os ônibus urbanos das regiões de 15 regiões metropolitanas do País receberiam o S-50. Nas cidades do interior a concentração baixaria de 2.000 ppmS para 1.800 ppm, 36 vezes mais do que o previsto na resolução de 2002. A proposta prevê a implantação do S-50 somente em 2010, mas apenas para as mesmas áreas metropolitanas e rodovias que interligam essas regiões. E, para compensar o atraso na implantação do diesel menos poluente, há a idéia de distribuir o combustível com concentração de padrão europeu, de 10 ppmS, em 2012, mas ainda restrito àquelas 15 áreas metropolitanas.

 

As propostas são um retrocesso em relação à resolução anterior do Conama, devido à pressão sofrida por parte da Petrobras, montadoras e distribuidoras de combustíveis, mas são ainda mais avançadas do que as medidas que as empresas tentam negociar. As empresas propõem implantar o S-50 em janeiro de 2009 apenas nos ônibus das regiões metropolitanas de São Paulo e Rio, e ampliar para mais quatro áreas metropolitanas até 2011. Quanto ao interior, as empresas propõem baixar a concentração para S500 em 50% das cidades até 2011.

Os veículos a diesel representam 10% da frota nacional, mas são responsáveis por 45% da emissão de poluentes. Somente em São Paulo morrem 3 mil pessoas por ano em decorrência da poluição causada pelo diesel, de acordo com estudos do professor de medicina da USP, Paulo Saldiva.

Segundo Oded Grajew, o Movimento Nossa São Paulo e as outras organizações que lutam pela distribuição do diesel mais limpo vão continuar se mobilizando pela implantação do S-50 no ano que vem, como prevê a resolução de 2002 do Conama. É essa posição que as entidades vão defender na próxima reunião do órgão, dia 10, e em ato a ser realizado no Dia Mundial Sem Carro, em 22 de setembro. Também continua a mobilização para ampliar o número de adesões ao abaixo-assinado que tem o mesmo objetivo.

 

http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/node/978

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “Minc cede a pressões de Petrobras e Anfavea e negocia nova proposta para diesel

  1. Quanta asneira … vocês são todos uns panfletários ignorantes liberados por um aspirante a super heroi de história de quadrinhos …

    Perdi meu tempo em ler isso acima …

    Curtir

  2. Sr. Luiz o Senhor poderia ter nos respondido de maneira ética e mais adequada, vejo que se realmente o prazo para a Petrobras for menor talvez isto prejudique o projeto da empresa e organização para a qual o senhor trabalha, mas Saúde é o mais importante no momento, verifique as pessoas e empresas que estão envolvidas neste processo.
    Obrigada por seu comentário
    Um abraço

    Curtir

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s