Entrevista com Sha Zukang

Por ONU para Ambientedomeio

Sha Zukang: Rio+20 precisa mostrar como avançar mais rapidamente rumo ao desenvolvimento sustentável

Secretário-Geral da Rio+20, Sha Zukang alerta que nível de consumo atual, concentrado quase todo em apenas 20% da população, é insustentável. “Este padrão de consumo insustentável tem de acabar”. Ele pediu documento final “ousado” e resultado “ambicioso” na Conferência.

O mundo está em contagem regressiva para um dos eventos mais importantes dos nossos tempos, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. “A Rio+20 precisa mostrar como podemos avançar mais rapidamente para o desenvolvimento sustentável, antes que seja tarde demais”, disse o Secretário-Geral da Conferência, Sha Zukang, em entrevista exclusiva para o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (DESA). “Minha mensagem é: venha para o Rio pronto para se comprometer.”

Os líderes mundiais e partes interessadas dos nove ‘Major Groups’ (sociedade civil) se reunirão no Rio de Janeiro de 20 a 22 de junho, com o objetivo final de assegurar um futuro sustentável para nosso planeta compartilhado. Na liderança dos preparativos para este evento histórico está Sha Zukang, que também é Subsecretário-Geral do DESA. Em meio à intensa preparação, ele compartilha suas visões e esperanças sobre a Conferência e sobre o trabalho a ser realizado até o evento.

DESA: A menos de 16 semanas para a Rio+20, qual é a sua mensagem para as diferentes partes interessadas em todo o mundo que se preparam para esta conferência histórica?

ZUKANG: Como observou o Secretário-Geral [da ONU], precisamos fazer da Rio+20 um grande avanço para o bem-estar humano. Como isso é feito? Ao oferecer ações, e não mais palavras. A Rio+20 tem de mostrar como podemos avançar mais rapidamente para o desenvolvimento sustentável, antes que seja tarde demais. É preciso assegurar um forte compromisso político no mais alto nível dos governos e entre todos os setores de negócios e da sociedade civil, bem como reenergizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. Minha mensagem é: venha para o Rio disposto a se comprometer. Eu encorajo os ‘Major Groups’ e outras partes interessadas a anunciar na Rio+20 mais de mil novos compromissos voluntários para um futuro sustentável.

DESA: Existem algumas reuniões preparatórias prévias para a Conferência. O que essas sessões precisam para se realizar uma bem-sucedida Rio+20?

ZUKANG: Essas sessões devem alcançar a convergência em todos os elementos do rascunho zero do documento final para que os chefes de Estado e de governo possam adotá-lo na Rio+20. O documento final deve fornecer uma direção clara para orientar a ação para o desenvolvimento sustentável. A convergência de pontos de vista precisa fornecer clareza sobre questões como metas de desenvolvimento sustentável, um conselho de desenvolvimento sustentável, o fortalecimento do PNUMA [Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente] e um mapa para a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza.

DESA: Você estava satisfeito com o rascunho zero do documento final? Você acha que isso servirá como um catalisador para uma Conferência de sucesso?

ZUKANG: Estou satisfeito com o documento do rascunho zero que foi compartilhado com os Estados-Membros. É um texto equilibrado, que procura levar em conta a diversidade de pontos de vista expressos nas mais de seis mil páginas de contribuições dos Estados-Membros, dos ‘Major Groups’, das organizações internacionais e de outras partes interessadas. O rascunho zero representa o meio termo sobre o qual um resultado ambicioso pode ser construído. Estou incentivando todas as partes a serem ousadas e avançarem tão quanto seja viável politicamente para entregar um documento final com o qual os chefes de Estado e de Governo ficariam orgulhosos de vir ao Rio para apoiar.

DESA: Sabemos que existem desafios pela frente, mas quais são as principais vantagens que o mundo tem agora na criação de um futuro sustentável?

ZUKANG: Não é uma questão de vantagens, mas de extrema necessidade. O desenvolvimento sustentável não é opcional. Mais de um quinto da humanidade está gravemente privado de recursos, sem bens e serviços básicos, incluindo comida, água e energia. No entanto, por outro lado, cerca de 20% da população mundial estão consumindo 80% dos recursos naturais. Coletivamente, os sete bilhões de pessoas na Terra estão consumindo cada ano mais de 1,3 vezes os recursos naturais do que a Terra pode renovar. Este padrão de consumo insustentável tem de acabar. O futuro que queremos é um mundo livre dessas privações onde a humanidade como um todo vive dentro dos limites planetários de uma Terra. A sobrevivência a longo prazo da humanidade exige se comprometer com um futuro sustentável na Rio +20 e lançar ações e iniciativas concretas para nos levar até lá.

DESA: O que torna a Rio+20 diferente de outras grandes conferências internacionais?

ZUKANG: O Secretário-Geral chamou a Rio+20 de uma oportunidade única para uma geração. Na verdade, esta será uma conferência internacional como nenhuma outra. Estamos esperando a vinda de 50 a 60 mil pessoas no Rio de Janeiro para a Conferência. A principal diferença será o foco sobre a renovação de compromissos políticos e sua implementação. Além disso, a Conferência será caracterizada pelo tamanho e o forte engajamento sem precedentes dos ‘Major Groups’ da sociedade – os atores não estatais, cujo papel é fundamental na construção do futuro que queremos.

Além disso, a Rio+20 será diferente da UNCED em 1992 [Rio92]. Os ‘Major Groups’ são agora uma parte dos procedimentos oficiais, intervindo e participando de mesas redondas ao lado de Estados-Membros e organizações internacionais. Na Rio 92, os ‘Major Groups’ foram em grande parte confinados a um fórum global para a sociedade civil no Aterro do Flamengo.

DESA: O que você gostaria de dizer aos cidadãos de todo o mundo que aspiram a contribuir para um futuro sustentável para si mesmos e para as futuras gerações?

ZUKANG: A Conferência Rio+20 diz respeito a cada mulher, homem e criança neste planeta e também àqueles que ainda não nasceram. Esta é a sua Conferência, mesmo se você não está fisicamente presente no Rio de Janeiro. Junte-se à conversa global. Conecte-se com a Conferência através de mídias sociais e nosso site. Torne suas opiniões conhecidas por suas delegações oficiais e pela organização dos ‘Major Groups’ mais próximos a você. Elabore iniciativas individuais para o desenvolvimento sustentável, não importa quão grandes ou pequenas elas sejam. Será um passo para construir o futuro sustentável que todos nós queremos.

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s