Arquidiocese de São Paulo cria comissão para a tutela de menores e vulneráveis contra abusos sexuais

Por ASCOM Arquidiocese de São Paulo

O organismo viabilizará a aplicação, na Igreja em São Paulo, do Motu Proprio “Vos Estis Lux Mundi”, do Papa Francisco, de maio de 2019

“Crimes de abuso sexual ofendem Nosso Senhor, causam danos físicos, psicológicos e espirituais às vítimas e lesam a comunidade dos fiéis”, escreve o Papa Francisco na introdução do Motu Proprio “Vos Estis Lux Mundi”.

Hoje 09h00, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, falará, em coletiva de imprensa, sobre a recém-criada Comissão Arquidiocesana para a Aplicação do Motu Proprio “Vos Estis Lux Mundi” (“Vós Sois a Luz do Mundo”), legislação promulgada pelo Papa Francisco, em 7 de maio de 2019, com vistas a combater os abusos sexuais cometidos por clérigos e religiosos contra menores e pessoas vulneráveis.

No Motu Proprio, o Sumo Pontífice determina que até junho de 2020 todas as dioceses do mundo e instituições equiparadas a elas, bem como as Congregações Religiosas e Sociedades de Vida Apostólica, instituam organismos estáveis e acessíveis, encarregados de prevenir tais abusos e de receber eventuais denúncias a respeito.

O organismo assemelha-se a uma ouvidoria e facilitará que pessoas cientes desses delitos, contrários ao sexto mandamento da lei de Deus, informem as autoridades da Igreja.

Na Arquidiocese de São Paulo, a Comissão terá um coordenador e um mínimo de oito membros, entre os quais padres, teólogos, diáconos, religiosos, leigos profissionais da área da saúde (psicólogos) e advogados. O organismo tem a competência de zelar para que todas as instituições e organizações católicas presentes ou atuantes na Arquidiocese sejam lugares seguros e livres de abusos sexuais.

A Comissão tem um regulamento próprio, onde se definem os protocolos que devem ser seguidos. Os mesmos já podem ser consultados no portal da Arquidiocese de São Paulo: www.arquisp.org.br.

A criação da Comissão para denúncias de abusos sexuais contra menores e vulneráveis é uma expressão do cuidado da Igreja em São Paulo pelo bem estar e integridade física, psíquica e espiritual de seu rebanho, sobretudo, dos mais frágeis.

Qual sua opinião sobre este tema?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s