Cidades do estado de São Paulo estudam flexibilizar abertura de comércio e serviços

Por: Nelson Lin – Radio Agência

A partir desta segunda-feira (20) a cidade de Jundiaí, a 50 quilômetros da capital paulista altera algumas regras para o funcionamento do comércio e serviços.

Na nota técnica publicada no dia 17 de abril, a prefeitura da cidade fala em autorizar a reabertura de atividades consideradas úteis desde que sejam observadas todas as medidas de natureza sanitária, que mantenham um número máximo de clientes, que evitem o contato físico, além de disponibilizarem álcool em gel a consumidores e luvas e máscaras faciais para funcionários.

Dentro dessa determinação, os salões de beleza e esteticistas – por exemplo – podem voltar a funcionar desde que atendam somente um cliente por vez, mantenham o ambiente bem ventilado, forneçam álcool em gel para clientes e observem medidas rigorosas de esterilização de seus instrumentos.

O comércio de rua não será reaberto. Mas, as lojas que funcionarem, as vendas devem ser feitas pela internet e os clientes podem retirar produtos no estabelecimento.

As concessionárias e lojas de revendas de veículos têm que priorizar o atendimento on-line, só podem receber um cliente por vez e o efetivo de funcionários deve ser de 50%.

Todas as outras regras de funcionamento de serviços essenciais, como farmácias, supermercados, serviços de saúde, limpeza e segurança permanecem as mesmas.

Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde, Jundiaí tem 46 casos e 4 óbitos pelo coronavírus.

Já em São José dos Campos, cidade do Vale do Paraíba, a prefeitura vai permitir a reabertura de algumas lojas de rua no centro da cidade e nos shoppings, a partir do dia 27 de abril, segunda-feira da semana que vem.

Mas, de acordo com o prefeito Felicio Ramuth,  a abertura fica condicionada à evolução, nesta semana, dos casos da Covid-19.  Num segundo momento, ainda sem previsão, serão abertos também bares e restaurantes.

A medida é contestada pelo Ministério Público de São Paulo que vê risco à vida e à saúde da população. O Tribunal de Justiça do estado deve analisar o caso na próxima quarta-feira, dia 22.

São José dos Campos tem 136 casos e três óbitos pela doença até agora, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s