História do meio ambiente 1

Aqui coloco alguns dados, que nos permite perceber que o homem, este ser racional, sempre esteve destruindo o Meio em que vive.

Período

Local
Ocorrências
2600 a C. até hoje  Líbano: Exploração e uso excessivo da floresta de cedro. A exploração do cedro pelos fenícios e egípcios durou séculos, pequenos bosques ainda existem.
2500 a C. até 900    Império Maia: Erosão do solo, perda da viabilidade dos agroecossistemas e assoreamento dos recursos hídricos. Partes do atual México, Guatemala, Belize e Honduras; agricultura era criativa e intensiva; em algum momento a demanda aumentou e o sistema agrícola entrou em colapso.
800 a C. até 200 a C.   Grécia: Desflorestamento e uso intenso do solo. Florestas foram derrubadas para fins agrícolas, utilização de madeira para cozinhar e aquecer.
50 a C. até 450 a C.   Império Romano: Desertificação e perda de viabilidade de agroecossistemas no norte da África. Demanda intensa por grãos em todo o império exauriu essas terras, que tinham um alto potencial de erosão.
1800 até hoje    Austrália e Nova Zelândia: Perda da biodiversidade e proliferação de espécies invasivas. Cem anos de introdução de ovelhas e gado aniquilaram gramíneas nativas e, conseqüentemente muito da biodiversidade local.
1800 até hoje   América do Norte:  Conversão de habitats para agricultura e pastagens. Manada de bisões estimados em mais de 50 milhões, chegaram próximas da extinção.
1800 – 1900   Alemanha e Japão: Envenenamento industrial-químico dos sistemas de água doce. As conseqüências da Revolução industrial provocaram um grande impacto nas águas doces desses países.
1928 até hoje    Planeta Terra: Substâncias químicas industriais degradam a camada de ozônio protetora. Agrotóxicos acumulam-se em toda a cadeia alimentar. Os clorofluorcarbonos (CFCs) são compostos voláteis usados em aparelhos de refrigeração, solventes e aerossóis. A previsão para o fim de sua produção é 2010. O DDT já foi detectado em leite materno.

Percebemos o que tudo que se faz de errado prezando ter  “qualidade de vida”, reflete futuramente ou imediatamente em desastres no Meio Ambiente, e suas conseqüências são diretas na Saúde da população, precisamos diante de um “Mundo que se diz sustentável”, sermos formadores de opiniões e atitudes que preservem a VIDA neste pequeno Planeta Terra.Estes dados fazem parte do meu TCC da Pós Graduação do Curso de Gestão Ambiental realizado no SENAC intitulado: “Proposição de Implementação do Sistema de Gestão Ambiental no Instituto Adolfo Lutz de São Paulo”.  

Ana Marina Martins de Lima / Ambientedomeio.com

Um comentário em “História do meio ambiente 1

  1. Colega,

    Antes de mais nada, parabéns pelo blog, pela iniciativa.
    Bom, estava eu fazendo pesquisas sobre a evolução da consciência das sociedades quanto ao uso dos meios que transformaram (vejo que os efeitos mais diretamente compreensíveis foram acompanhados de registros, como por exemplo, de Aristóteles a respeito do desmatamento na época em que viveu e também sabemos que algumas civilizações antigas, reinos e cidades pioneiras na revolução agrícola do neolítico) e vi essa cronologia aqui apresentada.

    Você conhece alguma obra ou estudo onde o autor se preocupe em fazer uma análise da trajetória do pensamento ambientalista em nossa História?

    Desde já os agradecimentos pela atenção

    Elvis

    Curtir

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s