FICA – 2009

Enviado por Bárbara de Aquino/Ambientedomeio

Até o dia 23 de março o FICA – Festival Internacional de Cinema Ambiental, que está em sua 11ª edição, recebe inscrições de filmes (35mm ou 16mm), vídeos (todos os formatos) e séries televisivas, com temática ambiental ou que abordem as demais questões, como as sociais, humanitárias e culturais, produzidos a partir do dia 1º de janeiro de 2007. O formulário de inscrição está disponível no site www.fica.art.br

 

FICA: ação que combina história, cultura, meio ambiente e cidadania

 

Idealizado por Luiz Felipe Gabriel, Jaime Sautchuk, Adnair França e Luís Gonzaga, o Fica despontou em 1999 como marco de um novo momento da cultura em Goiás, sob a coordenação geral do cineasta João Batista de Andrade. A pouco mais de dois meses da data de sua realização (2 a 6 de junho de 1999), João Batista produziu o regulamento, estabeleceu a premiação – cada prêmio homenageia uma personalidade da cultura goiana – e criou o formato final do festival, entre outras providências.

Como projeto do Governo do Estado, por meio da Agência Goiana de Cultura (Agepel), o FICA tem alcançado objetivos ambiciosos, como valorizar o cinema, discutir amplamente a questão ambiental, conquistar o título de Patrimônio da Humanidade para a Cidade de Goiás, movimentar o setor cultural como um todo, gerar riquezas (como cultura e informação), empregos e fomentar o turismo.

 

Graças ao apoio e envolvimento de seus realizadores, o FICA vem se consolidando a cada ano como palco de discussões da temática ambiental dentro de um conceito mais amplo, que combine desenvolvimento, preservação ambiental e qualidade de vida. Nesse aspecto, o Fica abre espaço para as discussões do desenvolvimento sustentável não apenas na tela, mas com oficinas, mesas-redondas, palestras e outras atividades que levam a mais ampla abordagem das questões do meio ambiente. Por essa linha de ação busca ainda reforçar a consciência para a melhor relação homem/natureza.

 

Este ano o festival será realizado de 16 a 21 de junho, na Cidade de Goiás, Brasil. Os prêmios totalizam 240 mil reais, distribuídos entre as seguintes categorias:

 

– Grande prêmio CORA CORALINA para o maior destaque entre as obras apresentadas, sendo um troféu e R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais);

– Troféu CARMO BERNARDES e mais R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) para o melhor longa-metragem;

– Troféu JESCO VON PUTKAMER e mais R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) para o melhor média-metragem;

– Troféu ACARI PASSOS e mais R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) para o melhor curta-metragem;

– Troféu JOSÉ PETRILLO para melhor produção goiana e R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);

– Troféu JOÃO BÊNNIO para melhor produção goiana e R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);

– Prêmio BERNARDO ÉLIS e mais R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) para a melhor série ambiental para tevê

Informações

Berta Bordoni  – prodnacional@fica.art.br

Márcia Deretti – prodnacional2@fica .art.br

Produção Nacional  11º FICA

Tel.: (62) 3225-3436 3223-1313

Fax: (62) 3224-2642

 

 

 

 

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s