Fontes alternativas de geração de energia serão discutidas em Congresso Internacional

Um recente estudo europeu aponta três países com grande potencial na oferta de matéria prima para produção de biomassa com fins energéticos: Austrália, África do Sul e Brasil. O Brasil, entretanto, desponta por já possuir um setor agro-florestal extremamente desenvolvido. Nesta safra serão 183 milhões de toneladas de grãos produzidas , o que representa uma grande oferta de resíduos decorrentes da colheita e beneficiamento desta safra.

O Brasil também se destaca mundialmente pela geração de energia renovável. A presença da energia de biomassa vem crescendo rapidamente nos últimos anos, e a adoção deste tipo de energia ajuda a reduzir a pressão sobre as fontes tradicionais, e também oferece um destino sustentável para resíduos agropecuários e urbanos.

No entanto a principal fonte de energia através de resíduos da biomassa no Brasil é a cana-de-açúcar. De cada tonelada do produto, 250 kg é bagaço e outros 204 kg, palha e pontas. Tudo pode ser reaproveitado para geração de energia elétrica. Em São Paulo, toda a colheita precisará ser mecânica a partir de 2014. Isto significa que deve ser aproveitado aproximadamente 98% da casca e folha, e a produção de energia deve aumentar entre 40% e 50%.

Na área florestal são 6,3 milhões de hectares plantados com uma produção de 175 milhões de m3 de madeira em tora, além de milhares de toneladas de resíduos lenhosos e florestais. Relatório da Bracelpa, destaca que o Brasil passou a ter uma das melhores produtividades do mundo com relação a florestas plantadas de eucaliptos, que hoje produzem 36 m³ /ha/ano, e possibilidade de alcançar até 56 m³/ ha /ano.

No caso da biomassa de madeira estudos revelam que atualmente esta fonte responde por 8,7% da matriz energética mundial e 13,9% da brasileira.

Os resíduos florestais e industriais são a maior oportunidade no curto prazo, enquanto a oferta oriunda de plantações de finalidade exclusivamente energética ainda é pequena, mas tem grande potencial de desenvolvimento no longo prazo, em especial no Brasil.

Além do aproveitamento de resíduos agrícolas e urbanos para geração de, o mercado de biocombustíveis também será tema de painéis exclusivos do Congresso, com a presença de destacados especialistas do setor.

Os exemplos bem sucedidos da Europa na adoção de políticas de inventivo a energias renováveis serão o grande destaque do grande temário, onde o diretor da Associação Européia das Indústrias de Biomassa, Jean-Marc Jossart, trará exemplos claros dos benefícios á economia e ao meio ambiente na adoção de políticas de incentivo ás energias renováveis e limpas.

Para abertura do evento foram convidados: Geraldo Alckmin (Governador do estado de São Paulo), Jose Anibal (Secretário de Energia do Estado de São Paulo), Rubens Ricupero (Embaixador, diretor da Faculdade de Economia da Faap e do Instituto Fernand Braudel de São Paulo, ex secretário-geral da Unctad -Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) e Ildo Sauer (Diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, ex-Diretor de Energia e Gás da Petrobrás)

O 8º Congresso Internacional de Bioenergia, acontece no Centro de Exposições Imigrantes, nos dias 5 a 7 de novembro, com a realização conjunta da 6ª BioTech Fair – Feira Internacional de Tecnologia em Bioenergia e Biocombustíveis, irá reunir empresas ligadas a produção de máquinas, equipamentos e tecnologias voltadas a energias renováveis, com destaque a biomassa e biocombustíveis, e do 2º Congresso Brasileiro de Eucalipto.

Mais Informações: http://bioenergia.net.br/congresso/br/index.php

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: