Ferramentas de estudo sobre agrotóxico são disponibilizadas a sociedade

Em novembro de  2015, em resposta às necessidades do Ministério da Saúde á coleta de informações sobre o uso de agrotóxicos e áreas contaminadas foi disponibilizado o site do Observatório de Saúde Ambiental.

O Trabalho de coletas de dados foi realizado no período de seis meses, a equipe do DOMA (Doenças Ocasionadas pelo Meio Ambiente) da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo organizou o trabalho que foi disponibilizado online pela CEALAG (Centro de Estudos Leopoldo de Ayrosa Galvão do Departamento de Saúde Coletiva da Santa Casa de São Paulo).

O endereço de acesso atual é :  http://www.observatoriosaudeambiental.eco.br/o/index.php; segundo informações este endereço pode mudar a qualquer momento pois será integrado ao site do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica) que pode ser acessado em: http://www.saude.sp.gov.br/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica-prof.-alexandre-vranjac/

Dos documentos apresentados constam tabelas informativas com dados de incidência e morbidade de doenças relacionadas ao uso de agrotóxicos e a possibilidade de gerar mapas para documentar e analisar os dados.

 

É importante destacar que a cadeia de produção de agrotóxicos envolve o seguinte ciclo:

Ciclo de Vida do Agrotóxico. Ana Marina Martins de Lima / Ambientedomeio
Ciclo de Vida do Agrotóxico. Ana Marina Martins de Lima / Ambientedomeio

Se faz necessário a vigilância de autoridades competentes em todas as fases da vida do produto desde sua fabricação até o seu descarte, segundo informação do observatório no período de 2002 à 2014 foram recolhidas 323.284 embalagens destes produtos, sendo que milhares são descartadas de forma incorreta.

embalagens

Com relação a saúde devem ser realizadas atividade de vigilância e à saúde os trabalhadores envolvidos no processo de fabricação, embalagem e transporte ao cliente.

O cliente deve ter total conhecimento do risco na utilização e melhor destino para embalagem e e utilizar equipamentos de proteção durante o uso do produto.

Diante dos dados expostos no observatório faz- se a necessidade de uma melhor atuação dos órgãos regulatórios bem como dos atuantes em Saúde Pública, o programa vigilância à contaminação de alimentos por agrotóxico disponibiliza resultados de 2014 e foi descontinuado.

Fonte: Agrofit e Comunidade Europeia - disruptores endócrinos
Lista de Ingredientes ativos autorizados para uso no Estado de São Paulo e identificados na classificação européia como evidências de efeitos (CAT1) ou como potencial efeitos (CAT2) da disrupção endócrina – Fonte: Agrofit e Comunidade Europeia – disruptores endócrinos / Observatório de Saúde Ambiental 

É necessária uma melhor resposta na implementação de Laboratórios de Toxicologia para monitoramento dos agricultores e familiares, bem como moradores próximos as regiões de aplicação, pois os produtos utilizados são espalhados pelo solo e água podendo provocar doenças em pessoas e animais.

A população deve ser monitorada diante da evidência do aumento de doenças relacionadas a fabricação, distribuição e uso destes produtos.

Outra questão é a orientação e fiscalização da confecção dos documentos que disponibilizam informações técnicas de segurança dos produtos e emergência de produtos, existem divergências entre as informações constantes nas fichas e as informação dos órgãos regulatório quanto ao risco a saúde e ao meio ambiente.

Fonte: IBAMA / Consolidação de dados fornecidos pelas empresas registrantes de produtos técnicos, agrotóxicos e afins, conforme art. 41 do Decreto n° 4.074/2002Fonte: IBAMA / Consolidação de dados fornecidos pelas empresas registrantes de produtos técnicos, agrotóxicos e afins, conforme art. 41 do Decreto n° 4.074/2002
Fonte: IBAMA / Observatório de saúde ambiental –  Consolidação de dados fornecidos pelas empresas registrantes de produtos técnicos, agrotóxicos e afins, conforme art. 41 do Decreto n° 4.074/2002

A FISPQ fornece informações sobre vários aspectos dos produtos químicos (substâncias ou misturas) quanto à segurança, à saúde e ao meio ambiente; transmitindo desta maneira, conhecimentos sobre produtos químicos, recomendações sobre medidas de proteção e ações em situação de emergência.

A Ficha de transporte de produtos é normatizada pela NBR7503 de 08/2016, importante documento de orientação caso aja acidente com derramamento   do produto, para uma atuação de emergência, no caso de São Paulo, trabalho realizado por agentes rodoviários, CETESB, corpo de bombeiros e agentes de saúde; pois há necessidade de proteção ao meio ambiente e atendimento correto ás vítimas bem como a proteção dos envolvidos no atendimento.

Os produtos por sua vez devem ter sua venda monitorada e utilizados somente para os fins descritos em suas “bulas”.

Todos os documentos relacionados aos produtos utilizados na fabricação de agrotóxicos, bem como os produtos finais deverão ter suas informações revistas, pois dados da literatura e de autoridades da área de toxicologia e epidemiologia ambiental alertam para um aumento de câncer na população onde estes produtos são utilizados. Leiam o relatório do INCA (Instituto Nacional de Câncer ) e o Dossiê da ABRASCO (Associação Brasileira de Saúde Coletiva).

Fonte: Observatório de Saúde Ambiental

Portanto a questões técnicas dos agrotóxicos, bem como as consequências à saúde não podem estar estritamente consideradas somente nas fases de uso e disposição de embalagens. Como são descartadas? Para onde são destinados os resíduos pós lavagem das embalagens? – são questões preocupantes, visto a grande quantidade de áreas contaminadas por estes produtos.

Documentos relacionados:

Relatório INCA sobre agrotóxicos

Dossie Abrasco

Resultado do PARA em 2014

Veja também:

https://ambientedomeio.com/2016/08/13/brasil-audiencia-publica-sobre-o-impacto-do-uso-de-agrotoxico-na-saude-e-meio-ambiente/

https://ambientedomeio.com/2016/08/20/possiveis-solucoes-para-questoes-relacionadas-ao-uso-de-agrotoxicos/

https://ambientedomeio.com/2016/05/19/ministerio-publico-federal-divulga-nota-de-repudio-a-projeto-de-lei-que-altera-nomenclatura-de-agrotoxicos-para-produtos-fitossanitarios/

https://ambientedomeio.com/2016/05/12/impacto-da-necessidade-de-aumento-da-producao-agricola-na-saude-humana/

2 comentários em “Ferramentas de estudo sobre agrotóxico são disponibilizadas a sociedade

  1. Excelente publicação! Obrigada por compartilhar conosco.

    Professora Afiliada da Disciplina de Infectologia do Departamento de Medicina da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo.

    Curtir

Espaço para sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s